Traduza para / Translate to:

Boo-box

quarta-feira, 30 de maio de 2012

ATENÇÃO - VERDADES E MITOS - REFORMA DO CÓDIGO PENAL X LEI AMBIENTAL (repasse livre)

english mobile



From: Cesare, Fausto (GE Aviation)
Sent: Tuesday, May 08, 2012 3:54 PM
To: 'holocaustoanimal@yahoogrupos.com.br'; 'em-defesa-dos-animais@yahoogrupos.com.br' (
em-defesa-dos-animais@yahoogrupos.com.br); 'valamanimaisp@googlegroups.com' (valamanimaisp@googlegroups.com); 'anjosdosanimais@yahoogrupos.com.br'; 'libertacaoanimal@yahoogrupos.com.br'
Subject: ATENÇÃO - VERDADES E MITOS - REFORMA DO CÓDIGO PENAL X LEI AMBIENTAL (repasse livre)



From: Movimento Mineiro pelos Direitos Animais [mailto:movimentomineiro@gmail.com]
Sent: Tuesday, May 08, 2012 12:54 PM
To: undisclosed-recipients
Subject: ATENÇÃO - VERDADES E MITOS - REFORMA DO CÓDIGO PENAL X LEI AMBIENTAL (repasse livre)

P-A-Z
prezados ativistas pelos Direitos Animais, de A a Z, respeito o trabalho e a opinião de todos, só lamento nos desgastarmos tanto, nos desunindo, perdendo forças que precisam ser revertidas para a construção de ações pacíficas que mudem a realidade atual de tantos maus tratos contra os animais, de praticamente, todas as espécies.

Repito, os que exploram os animais - bancada ruralista no Congresso Nacional, empresas de rodeios e vaquejadas, empresas e universidades que vivisseccionam animais etc - caminham unidíssimos quanto à defesa de suas práticasde exploração dos animais não humanos.

SOMENTE UNIDOS, PACÍFICOS E MOBILIZADOS conseguiremos vencê-los!

Avante, perdemos a oportunidade de tirar os animais da condição de "BENS MÓVEIS / PROPRIEDADE" na reforma do Código Civil. 
Como diz-se em Minas, "vamos deixar o trem passar" novamente, sem embarcar da defesa dos animais, pleiteando ampliação e maior rigor na penalização dos crimes contra os animais na reforma do CÓDIGO PENAL que já está em discussão???

A seguir, interessante texto sobre a força que temos em mãos! 
Abs  a todos, 
Adriana Cristina / MMDA

GATEIROS E CACHORREIROS. EITA RAÇA!

Normalmente não comento sobre as manifestações dos leitores. As razões são várias. Vão desde a impossibilidade de responder pessoalmente a todas as mensagens – que são muitas – até a precaução no sentido de manter um espaço absolutamente democrático para que cada um se manifeste livremente, sem correr o risco de ter sua opinião censurada ou questionada.
Porém, dessa vez decidi tecer mais alguns comentários a respeito da nota sobre a Consulta Pública da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Rio de Janeiro, que irá publicar uma Lista Oficial de Espécies Invasoras.
O que me motiva a escrever agora foi a enorme repercussão que a nota alcançou. Foram quase 6 mil recomendações no Facebook, mais de 150 comentários de leitores e quase 200 réplicas no Twitter.
Poucas vezes vi na internet um número tão grande de pessoas se manifestando a respeito de uma notícia. No caso da nota sobre as espécies invasoras, tamanho alcance deve-se principalmente ao enorme poder de mobilização que os protetores de animais domésticos possuem. Eles são conhecidos popularmente como gateiros e cachorreiros. São pessoas que dedicam grande parte do seu tempo a causa da proteção dos animais domésticos.
Protetores de animais: amor de bicho não tem preço.
Essas pessoas são capazes de sacrifícios imensos para defender aquilo que elas acreditam. Não existe no mundo – e digo sem medo de errar – nenhum outro movimento em que seus membros se envolvam tanto com a causa que abraçam. Nenhum grupo político ou religioso possui integrantes dispostos a tanto sacrifício pessoal como é o caso dos gateiros e cachorreiros. Nenhum grupo social tem uma capacidade de mobilização tão forte quanto eles. É impressionante.
A sorte de quem maltrata animais é que esse imenso grupo de protetores ainda desconhece o poder que tem. Pois no dia que eles se organizarem e passarem a ter estratégias claras de atuação, o mundo político irá tremer.
Os protetores de animais podem arruinar uma carreira política. Podem condenar um produto ao fracasso e, até, causar enormes prejuízos à empresas que insistem em ignorá-los. Uma grande parte desse grupo de ativistas é formada por donas de casa. São mulheres que decidem o que comprar em seu lar e que, com o poder de mães, esposas e filhas, conseguem mudar a opinião – e o voto – da família.
Para a felicidade daqueles que ignoram os apelos desse grupo, o movimento ainda não é organizado. Não existem lideranças nacionais com capacidade de mobilizar e de conduzir uma ação uniforme em território nacional. No dia que isso acontecer, senadores da República e até candidatos a presidente do país terão que estender tapetes vermelhos para eles.
O mais impressionante nesse grupo, além do grande poder de mobilização, é outra característica muito singular: grana. Ou melhor, a falta dela. Em 25 anos de lida diária na causa ambiental, nunca vi um "movimento social" trabalhar sem ganhar. Pelo contrário. Penso que os protetores de animais é o único grupo que tira do próprio bolso o financiamento para as suas causas. Eles não são empregados em ONGs, não recebem bons salários, como a grande parte dos ambientalistas profissionais, não dispõe de financiamento público e muito menos recebem emendas de parlamentares. O dinheiro deles vem das "vaquinhas", das "rifas" e dos trocados que conseguem juntar impondo-se algum sacrifício pessoal.
Não existem estatísticas que mostram quantos eles são. E muito menos existem dados oficiais sobre quem eles são.
Mas uma boa dica para identificar um potencial protetor é reparar em alguns dos seus hábitos mais comuns: possuem animais domésticos, provavelmente mais de um. Nas redes sociais, seus álbuns de fotos sempre possuem a foto de um gatinho, de um cachorrinho, ao lado das imagens de suas famílias. Nas ruas, seu animal de estimação está quase sempre no colo, ou, se for grande, sempre ostentará um pelo brilhoso ou uma coleira da moda. Para esse grupo, não existe diferença social entre os animais. Os de "raça" e os "vira-latas" são iguais, nem mais, nem menos.
A eles, os protetores e protetoras do Brasil, dedico minha inteira admiração e agradeço imensamente as lições de amor e respeito à vida, que muitas vezes nos faltam quando somos absorvidos pelos debates "técnicos" em nossa luta ambiental.
Obrigado.


(solicito que não divulguem esta mensagem em blogs, facebooks etc,  que fique restrito somente aos atuam pelos Direitos Animais) 

"ROUPA SUJA SE LAVA EM CASA"

Isso é lamentável, mas, para mim, não é surpresa alguma. O  ativismo brasileiro, ao contrário do europeu, não é unido - daí minha ênfase constante na importância da UNIÃO!

Quando divulgaram inicialmente que iriam propor um PL por iniciativa popular, necessitando de 1,5 milhão de assinaturas físicas, com informação do Titulo eleitoral, já assustei-me pois seria extremamente desafiador, afinal, dentre todas as ações no ativismo, a coleta da assinaturas em abaixo-assinados é para mim, a mais difícil por ser extremamente trabalhosa, cansativa e não mostrar quantidade. Entretanto, o único instrumento que temos, o art. 32 / lei crimes ambientais, está na mira dos ruralistas que promovem vaquejadas e rodeios - algo tem de ser feito. E é óbvio que os contrários ao Art. 32 estão agindo, silenciosamente, para derrubá-lo, de uma hora para outra, sem que tenhamos tempo de manifestar-nos. Foi exatamente assim que fizeram em BH, na Câmara Municipal, quando rejeitaram o PL 559/09 que visou proibir o comércio de animais vivos no Mercado Central de BH - deram-nos uma enorme rasteira, fomos pegos de surpresa. Enquanto alardeamos nossas defesas, eles o fazem na surdina.

O TEMPO É AGORA, É TODA HORA, É POR TODOS OS ANIMAIS!

A imprensa, nossos governantes e representantes do Legislativo, Polícia Militar, Ministério Público precisam perceber que a população despertou da inércia e da omissão em que viveu por anos, em relação aos crimes contra os animais.

Jamais se viu na história de nosso país, tamanha comoção e mobilização da população, bem como, de tantos artistas apoiando-nos - multiplicando a conscientização. É com muita tristeza que não precisamos nem de políticos contrários a nós, se dentro do próprio ativismo nos destruímos!

Não é momento de dispersão de forças - todos nós perdemos com a exposição negativa de nosso trabalho pelos animais!

Acho que ao invés de postar e divulgar nacionalmente a divergência das informações, se é que há divergências, deveriam reportar-se aos organizadores do Crueldade Nunca Mais. Se há boatos ou não, se são só boatos, diante do exposto, acho que não dá para voltar atrás, isso só exporia negativamente o ativismo. Como eu sempre digo, apesar de nossa verdade e comprometimento com os animais, enquanto caminhamos desordenados, desorganizados, desunidos, atropelamos as coisas, concorrendo uns com os outros - parecendo até serem inimigos - , os ruralistas, pecuaristas, exploradores de minério estão fortemente unidos, pela destruição do planeta e pela crueldade contra os animais.

QUEM PERDE COM TUDO ISSO SÃO, NA VERDADE, OS ANIMAIS!

Falta-nos diálogo e respeito mútuo, às vezes.

Com muito pesar de ver grupos fortes em divergência, desperdiçando força e beneficiando somente os que exploram os animais, 

Adriana Cristina / MMDA

(solicito que não divulguem esta mensagem em blogs, facebooks etc,  que fique restrito somente aos atuam pelos Direitos Animais) 

----- Mensagem encaminhada -----

Para:
Enviadas: Sexta-feira, 4 de Maio de 2012 11:20
Assunto: VERDADES E MITOS - REFORMA DO CÓDIGO PENAL X LEI AMBIENTAL (repasse livre)

Hoje recebi um email que finalmente põe um ponto final nesses "rumores" que aterrorizaram todos na Proteção Animal.
Esclarece essa loucura que anda circulando por aí.
Primeiro seria PL para Lei Popular, depois seria a vez da Petição, e agora é o Pedágio para assinaturas físicas.
Alguns emails salientam a Carta pelos direitos dos animais e outros cometem a insanidade de justificar o pedágio argumentando sobre a Lei Popular que o Crueldade
Nunca Mais descartou em abril.
São informações tão desencontradas, que fica difícil entender tudo isso.

A PROTEÇÃO PRECISA SE MANIFESTAR SIM, NO MOMENTO OPORTUNO.
MOBILIZAR REQUER ENERGIA, E NA HORA NECESSÁRIA, NÃO HAVERÁ MAIS COMOÇÃO DAS PESSOAS.

O GRITO DO BICHO CALOU O MEU GRITO, PORQUE ME DEU AS RESPOSTAS QUE TANTO PROCUREI.

AS PALAVRAS NÃO SÃO MINHAS, SÃO DO RELATOR DA COMISSÃO DA REFORMA DO CÓDIGO PENAL.

Sheila Moura entrevista o Relator da Comissão de Reforma do Código Penal

No item 6 da postagem da Sheila existe a gravação da conversa entre ela e o relator da Comissão do Anteprojeto da Reforma do Código Penal.
Aconselho que todos ouçam a entrevista e atentem-se para as palavras do Relator

2:11min: Boato, não tem fundamento (se referindo ao retrocesso da Lei Ambiental)
2:50min: O movimento concreto que a Comissão (da Reforma do Código Penal) adotou até aqui foi no sentido oposto à descriminalizar (a Lei Ambiental).
4:02min: A Cominssão não vai descriminalizar condutas contra o Meio Ambiente.
8:47min: (Sobre as datas divulgadas pelo Pedágio, de 7 a 10 de maio) A pauta das reuniões de 7, 10 e 11 de maio serão de crimes contra inabilidade pública.
              Nesse momento não há proposta sobre crimes contra o meio ambiente.
13:20min: Isso que anda circulando na internet tem natureza jurídica de BOATO. Não tem a menor procedência.
14:05min: Haverá um momento mais apropriado (para manifestação popular)

E agora? Será que entidades como Movimento Nacional de Proteção e Defesa Animal (MNPDA), WSPA, PEA, QUINTAL DE SÃO FRANCISCO, INSTITUTO NINA ROSA e tantos outros irão se posicionar quanto a isso?

Eliana Toledo
Ativista da Causa Animal - NYC
  
---------- Forwarded message ----------
From: falabicho <falabicho@falabicho.org.br>
Date: 2012/5/3
Subject: Sheila Moura entrevista o Relator da Comissão de Reforma do Código Penal
Caso não esteja visualizando, acesse aqui.
BOLETIM DO DIA 03/05/12

Leitores amados do Grito do Bicho
Perdoem a ausência de ontem e de parte de hoje. Estou com problemas que estão sendo resolvidos. Amanhã, volto no expediente normal.... kakakaka... Sangue de Jesus tem poder!!!!! Cliquem no link  http://www.ogritodobicho.com/ para ler o convite a reflexão sobre a responsabilidade com assunto de nossa causa.
abração a todos, muito obrigado pela divulgação do nosso trabalho e acompanhe a coluna "Ultimas Notícias".
sheila moura

Você está recebendo este e-mail porque se cadastrou ou tem relacionamento com falabicho através do seu e-mail elianasantista@gmail.com. Para cancelar seu recebimento acesse aqui. Em caso de abuso, denuncie aqui.

 







--
Minas mobilizada pela criação da 
DELEGACIA DE PROTEÇÃO ANIMAL - MG

Ativismo pelos Direitos Animais - MG 
ABPA - Associação Barbacenense de Proteção Animal + Abrigo de Gatos AmiCat's + Ação Animal + Adoção BH + Adote um animal + Adote um Amigo - PBH +  Adote um gatinho + A.L.A. – Aliança Libertária Animal + ABC Animal + Amigos da Mãe Natureza: em defesa das Águas, das Plantas e dos Animais + Animais de Rua / Esmeraldas + Animais Urbanos do Brasil + APROVA – Aliança Pró Vida Animal + ASDAN - Associação Sandumonense de Proteção aos Animais + ASPA / Sabará + BAST - Brigada para animais sem teto (FAFICH UFMG) + Bicho Bom / Vale do Aço + Bicho mais que feliz + Bichos de Companhia + Bichos de Francisco - Nova Lima + Bichos Gerais + Bloggatos + Brigada Planetária + Cãopaixão + Cãopartilhe + Cãoviver + Coletivo Gato Negro + Comissão Interinstucional de Saúde Humana na sua Relação com os animais / PBH + Corrente do Bem +  Espaço dos Animais + Gatos do Parque Municipal + Liga de Prevenção à Crueldade contra os Animais + Mãos de Assis / Araxá + Matilha e Cia. + Ninho dos Bichos + Nossa BH – GT Defesa Animal +  Núcleo Fauna de Defesa dos Animais + O Lobo Alfa + Parque São Francisco / Lavras + Passeio com cães + Pet MG +   Plataforma Terráqueos / Contagem + Projeto Águia Não é Galinha + Projeto Anjo +  Projeto Cãopanheiro BH + Projeto Proteger + Protetores Grande BH + Bichos Livres (Santuário dos Gatos) / Sete Lagoas + S.O.S. Bichos BH + S.O.S. Bichos / Pouso Alegre + S.V.B. – Sociedade Vegetariana Brasileira + ONG Sexta-feira + Sociedade Mineira Protetora dos Animais + Tribuna dos Bichos
 MOVIMENTO MINEIRO PELOS DIREITOS ANIMAIS
"Liberdade aos Animais, ainda que tardia!"

"Não podemos nos preocupar com a discriminação apenas pela cor da pele, mas, também, pelo tipo da pele. Não pode importar se tem pêlo, casca ou escama. 
É preciso considerar direitos iguais à sobrevivência." 
Dr. Leonardo Maciel, Médico Veterinário, BH




--
Minas mobilizada pela criação da 
DELEGACIA DE PROTEÇÃO ANIMAL - MG

Ativismo pelos Direitos Animais - MG 
ABPA - Associação Barbacenense de Proteção Animal + Abrigo de Gatos AmiCat's + Ação Animal + Adoção BH + Adote um animal + Adote um Amigo - PBH +  Adote um gatinho + A.L.A. – Aliança Libertária Animal + ABC Animal + Amigos da Mãe Natureza: em defesa das Águas, das Plantas e dos Animais + Animais de Rua / Esmeraldas + Animais Urbanos do Brasil + APROVA – Aliança Pró Vida Animal + ASDAN - Associação Sandumonense de Proteção aos Animais + ASPA / Sabará + BAST - Brigada para animais sem teto (FAFICH UFMG) + Bicho Bom / Vale do Aço + Bicho mais que feliz + Bichos de Companhia + Bichos de Francisco - Nova Lima + Bichos Gerais + Bloggatos + Brigada Planetária + Cãopaixão + Cãopartilhe + Cãoviver + Coletivo Gato Negro + Comissão Interinstucional de Saúde Humana na sua Relação com os animais / PBH + Corrente do Bem +  Espaço dos Animais + Gatos do Parque Municipal + Liga de Prevenção à Crueldade contra os Animais + Mãos de Assis / Araxá + Matilha e Cia. + Ninho dos Bichos + Nossa BH – GT Defesa Animal +  Núcleo Fauna de Defesa dos Animais + O Lobo Alfa + Parque São Francisco / Lavras + Passeio com cães + Pet MG +   Plataforma Terráqueos / Contagem + Projeto Águia Não é Galinha + Projeto Anjo +  Projeto Cãopanheiro BH + Projeto Proteger + Protetores Grande BH + Bichos Livres (Santuário dos Gatos) / Sete Lagoas + S.O.S. Bichos BH + S.O.S. Bichos / Pouso Alegre + S.V.B. – Sociedade Vegetariana Brasileira + ONG Sexta-feira + Sociedade Mineira Protetora dos Animais + Tribuna dos Bichos
 MOVIMENTO MINEIRO PELOS DIREITOS ANIMAIS
"Liberdade aos Animais, ainda que tardia!"

"Não podemos nos preocupar com a discriminação apenas pela cor da pele, mas, também, pelo tipo da pele. Não pode importar se tem pêlo, casca ou escama. 
É preciso considerar direitos iguais à sobrevivência." 
Dr. Leonardo Maciel, Médico Veterinário, BH


1 comentários:

Dr. Luis Fecher disse...

Conheça o meu blog ou o meu Facebook, tenho um projeto bacana para animais de estimação.

www.luisfecher.blogspot.com

para entrar no meu facebook e só digitar luis fecher.

Postar um comentário

Ao comentar no blog, por favor deixe um email, telefone, qualquer coisa para que possamos passar seu apelo adiante, ok? E lembrem sempre: qualquer problema ou duvida em relação ao post, ENTRE EM CONTATO COM O AUTOR DO POST, NAO COMIGO (DONA DO BLOG), pois muitas vezes não tenho como/não sei responder, e acabo não ajudando em nada :(

ShareThis